Inadmissível: Decreto de Escolas Abertas é Morte!

“Com decreto que declara educação essencial, governo de SP reabre escolas a partir de 5 de abril”. Será que o governador de São Paulo, João Dória, junto com Bolsonaro, vai decretar também o fim da Pandemia?

Nota do GOI

Cientistas alertaram que março seria o mês mais triste de nossas vidas no Brasil. As/os mesmas/os cientistas alertam que, sem fechamento organizado da economia, auxílio financeiro aos desempregados e um rígido controle da circulação das pessoas e avanço da vacinação, chegaremos no Brasil a 5 mil mortes diárias pela Covid19, já em abril. Ou seja, abril será ainda pior que março. Portanto, que decreto irresponsável é este que quer reabrir escolas neste estado de calamidade pública que estamos vivendo?

Escolas públicas não têm janelas! Têm vitrôs emperrados, salas sem ventilação adequada. Escolas públicas têm aglomeração permanente de pessoas! O número excessivo de alunos por sala não permite o distanciamento necessário, nem na sala de aula, nem no pátio, nem nos banheiros, nem no refeitório, nem nos corredores, em local algum. Escolas públicas têm períodos de 5 horas! O número de horas que ficamos nas escolas é tempo mais que suficiente para o vírus fazer a festa entre os presentes. Circulando, contaminando e sofrendo ainda mais mutações.

A anunciada (e comemorada por alguns) “vacinação de profissionais da educação acima de 47 anos”, vai obrigar profissionais da Educação abaixo desta faixa etária a trabalhar, como se a Pandemia estivesse acabado e não acabou.  É muita gente! A pressa é tanta em reabrir as escolas em abril que a conclusão que chegamos é esta: vão empurrar todos de volta às escolas, inclusive os que tem entre 47 e 59 anos, enquanto estes aguardam na fila da vacina! Uma verdadeira bagunça! Estão decretando pandemônios na Pandemia.

Uma grande parcela de profissionais da Educação, alunas e alunos, familiares de alunas e alunos e familiares de todas e todos sem vacinação, seguirão expostos, contaminados pelo vírus que seguirá circulando (inclusive através dos vacinados que contaminam, que espalham a doença, mesmo imunizados). A parcial “vacinação de profissionais da educação” anunciada pelo governo vai atrasar a vacinação dos idosos entre 68 e 60 anos, que ficarão ainda mais expostos ao vírus em suas casas, trazidos pelas pessoas da família que frequentarão as escolas. Os transportes públicos superlotados, responsáveis por boa parte dos contágios na classe trabalhadora, estarão ainda mais superlotados com a volta às aulas.

Quantos absurdos reunidos, neste momento de luto nacional pela Covid19! A Pandemia que está completamente sem controle, por causa da ganância dos empresários que não querem ter prejuízos e de governos que querem favorecê-los. Mais de 330 mil mortos! O Brasil bateu o triste recorde de quase 4 mil mortos por dia por Covid19 nos últimos dias de março. O Estado de São Paulo é responsável por 1/3 das mortes do país.

Governos e empresários, querem seguir matando pessoas da classe trabalhadora. Enquanto avançam as negociações para que empresários possam comprar vacinas e vem à público a vacinação clandestina de empresários em Minas Gerais.

Não podemos permitir a continuidade deste genocídio! Contratos com empresas têm que ser quebrados. São empresas de uniformes, livros físicos, materiais escolares, e outras que faturam milhões de reais dos nossos impostos, que parasitam a Educação pública e estão pressionando pela volta às aulas presenciais. O momento exige outras prioridades! Garantir a vida!

Portanto, “Escolas abertas” apenas quando todas e todos forem vacinados e a Pandemia controlada!

Até lá governos e patrões têm que garantir:

  • Tablets e Chips com internet para todas as alunas e alunos participarem efetivamente do Ensino Remoto com segurança.
  • Condições para o trabalho remoto de todas e todos os profissionais da Educação (notebooks, tablets, internet de qualidade).
  • Cartão alimentação para famílias das alunas e alunos da rede pública, em situação de vulnerabilidade (desemprego).
  • Reforma urgente das escolas, que garanta a abertura de janelas de verdade que permitam a circulação necessária de ar dentro dos ambientes escolares (salas de aulas, banheiros, refeitórios, etc.).
  • Garantia de Equipamentos de proteção individual (máscaras N95 ou PFF2, já exigida em aeroportos e aviões) e material de higienização pessoal e limpeza para todas e todos dentro das escolas.
  • Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA – em todas as escolas, para garantir o cumprimento de um rígido protocolo de segurança sanitária, identificar casos de Covid, problemas que precisam ser solucionados e um ambiente escolar seguro.
  • Vacinação de toda a população, antes de qualquer aglomeração que faça aumentar ainda mais os contágios e mortes pela Pandemia do Coronavírus.
  • Acesso a testes para Covid19 na rede pública de Saúde, que permitam o monitoramento e rastreamento dos casos que surgirem.
  • E outras propostas que forem consideradas necessárias pela comunidade escolar.

O momento é de muita tristeza, de luto e de luta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s