Chamado: 4º ato pela liberdade dos inocentes

Reproduzimos abaixo o chamado para uma nova manifestação de familiares e organizações que estão em luta pela liberdade de Alexssandro, Kelvim e Erick, três jovens presos e condenados injustamente pela PM e o judiciário burguês. Convocamos todos os partidos de esquerda, movimentos sociais e lutadores e lutadoras a participar e se somar nesta luta. Seguiremos nas ruas até que estes jovens tenham JUSTIÇA!

“Não nos calaremos!

4º ato pela liberdade dos inocentes.

Alexssandro, Kelvim e Erick estavam dentro do complexo da Escola Iracema Marques, no Parque do Engenho, região onde moram. O local é frequentemente utilizado pela juventude da periferia por ter uma quadra de esportes. Os três foram surpreendidos por PMs que faziam uma busca por roubo de carga e entraram atirando no local. Os jovens, ao ouvir os tiros, correram. Isso foi motivo para que a PM os prendesse, mesmo com a vítima alegando que eles não fizeram parte do crime e um dos envolvidos que foi preso ter afirmado que eles não estavam juntos.

Os três, sem nenhuma prova contra eles, e ferindo todos os seus direitos legais e civis, apenas por serem jovens da periferia, foram acusados pelo crime de interceptação. As famílias dos jovens, na sua luta para provar a inocência deles, buscam incluir um vídeo de uma câmera que comprova o que já foi afirmado pela vítima. A filmagem não foi utilizada na acusação de interceptação que sofreram, provando o caráter racista e preconceituoso da prisão arbitrária dos jovens.

Os atos e as caminhadas até o metrô Capão Redondo é mais uma forma que nós encontramos de chamar a atenção para o caso e exigir justiça!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s