Direto da greve da Renault: metalúrgicos fazem piquetes para garantir a greve. Todo apoio à luta contra as demissões!

O GOI/Palavra Operária esteve presente hoje durante parte da manhã e a tarde conversando com os operários e operárias da Renault e prestando solidariedade de classe à sua luta nos piquetes na porta de fábrica.

A indignação é enorme. Recebemos diversas denúncias de que a empresa demitiu funcionários com a Covid-19, afastados pelo INSS e um relato bastante cruel foi a demissão de um trabalhador que está hospitalizado devido a uma cirurgia.

Os metalúrgicos nos contaram que receberam a informação de suas demissões por e-mail e carta. Um deles chegou a dizer que a empresa perdeu todo o respeito social e humano para com seus funcionários.

Os operários e operárias cobram também um posicionamento do poder público, pois até o momento o Governador Ratinho Junior (aliado do governo Bolsonaro) não se posicionou sobre as demissões, que ferem o acordo da empresa de manter e gerar empregos já que recebe isenções fiscais milionárias, a custo dos impostos pagos pela população paranaense.

Outro relato que tivemos conhecimento é de que o número de demitidos pode ser ainda maior que 747 metalúrgicos/as no chão da fábrica. Funcionários do administrativo também estariam sendo demitidos, podendo chegar a 25% as demissões deste setor da empresa, que hoje está trabalhando em home office.

Apesar da supervisão ter orientado a vinda dos operadores/as ao trabalho, a greve na Renault ganhou até o momento 100% da adesão dos metalúrgicos e conversando com eles notamos que há disposição de luta para reverter este ataque aos empregos. Sua luta é importante, justa e nos enche de orgulho e otimismo ver que a resistência da classe trabalhadora ainda persiste.

Os piquetes tem sido importantes para organizar a greve, fortalecer a solidariedade entre trabalhadores e barrar a produção. Porém, recebemos a denúncia que, na noite de ontem (22/7), a polícia do Paraná, que cumpre o papel de defender a propriedade privada e reprimir a classe trabalhadora e suas lutas, haveria prendido e liberado depois alguns piqueteiros que resistiram a entrada dos ônibus na fábrica. A intimidação da PM e da patronal, entretanto, não tirou a disposição de resistência e de luta dos metalúrgicos.

Continuaremos acompanhando esta importante greve operária, nos solidarizando e ajudando a divulgá-la para que outras categorias vejam a importância de enfrentar e resistir aos ataques dos governos e da patronal.

Todo apoio aos metalúrgicos/as da Renault!

View this post on Instagram

#PalavraOperária Direto da greve da Renault: metalúrgicos fazem piquetes para garantir a greve. Todo apoio à luta contra as demissões! https://grupooperariointernacionalista.wordpress.com/2020/07/23/renault-demitiu-trabalhadores-doentes/#more-1540 O GOI/Palavra Operária esteve presente hoje durante parte da manhã e a tarde conversando com os operários e operárias da Renault e prestando solidariedade de classe à sua luta nos piquetes na porta de fábrica. A indignação é enorme. Recebemos diversas denúncias de que a empresa demitiu funcionários com a Covid-19, afastados pelo INSS e um relato bastante cruel foi a demissão de um trabalhador que está hospitalizado devido a uma cirurgia. Os metalúrgicos nos contaram que receberam a informação de suas demissões por e-mail e carta. Um deles chegou a dizer que a empresa perdeu todo o respeito social e humano para com seus funcionários. lhando em home office. Apesar da supervisão ter orientado a vinda dos operadores/as ao trabalho, a greve na Renault ganhou até o momento 100% da adesão dos metalúrgicos e conversando com eles notamos que há disposição de luta para reverter este ataque aos empregos. Sua luta é importante, justa e nos enche de orgulho e otimismo ver que a resistência da classe trabalhadora ainda persiste. Veja os relatos completo no link acima. #greve #Renault #sãojosédospinhais #metalúrgicos #operários #classetrabalhadora #resistência #forçasindical #lutadeclasses #nãoàsdemissões #pandemia #paraná #sindicatodosmetalúrgicos #curitiba

A post shared by GrupoOperárioInternacionalista (@goibrasil) on

Ian Felippe, trabalhador de atendimento também demitido durante a pandemia, em vídeo de solidariedade aos metalúrgicos da Renault na frente da fábrica.

Abaixo imagens feitas por militantes do GOI nos piquetes:

5 comentários em “Direto da greve da Renault: metalúrgicos fazem piquetes para garantir a greve. Todo apoio à luta contra as demissões!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s