Eleição sem Lula escancara a farsa eleitoral. Sigamos a luta por Lula livre e Lula presidente até as urnas em outubro! Por uma Frente da Classe Trabalhadora, sem patrões. Com Lula presidente e Boulos vice!

O GOI repudia a decisão do Tribunal Superior Eleitoral de cassar a candidatura de Lula. Enquanto usam e abusam de manobras jurídicas ilegais e ilegítimas contra Lula e o PT, juízes e procuradores deixam livres e fazendo campanha notórios corruptos como Alckmin e a alta cúpula do PSDB, do PMDB, do DEM e outros partidos burgueses, assim como criminosos como o capitão Bolsonaro, que planejou atentados a bomba contra quartéis do Exército nos anos 80, e constantemente faz declarações e tem atitudes machistas, racistas, xenófobas e LGBTTQI+fóbicas pelas quais já deveria estar preso.

Esta política de “dois pesos e duas medidas” é uma evidente perseguição política contra Lula e o PT e tem como objetivo abrir caminho para a eleição de um novo governo totalmente controlado pela burguesia dominante e imune às pressões dos movimentos sociais, que dê continuidade à destruição de nossos empregos, salários, direitos trabalhistas e sociais e à privatização e entrega das riquezas nacionais ao imperialismo.

Na mesma semana em que cassaram a candidatura de Lula, os ministros do Supremo Tribunal Federal também referendaram a terceirização total nas empresas, acabando com os direitos trabalhistas. Pelos bons serviços prestados à burguesia, os parasitas do Judiciário e do Ministério Público foram presenteados por Temer com um aumento salarial de 16,38% (os ministros do STF passarão a receber R$ 39,2 mil, mais outros privilégios!).

O golpe na candidatura de Lula aprofunda o descrédito das eleições de outubro, já evidenciado também pelo crescimento da perspectiva de votos brancos, nulos e abstenções. Agora, cerca de 57 milhões de trabalhadoras e trabalhadores, 39% do eleitorado (de acordo com a pesquisa Data Folha publicada em 23 de agosto) estão sendo impedidos de votar em Lula.

Após a decisão do TSE, a direção do PT publicou uma nota intitulada “Contra a cassação política, com Lula até o fim”, afirmando que usará “todos os meios” para garantir a candidatura de Lula. Contudo, a cúpula petista e o próprio Lula têm como limite o recurso que vão apresentar no STF, do qual todos sabem que o resultado mais provável é o golpe final contra a candidatura de Lula. Por isso, já preparam Fernando Haddad para “assumir o lugar” de Lula como candidato a presidente.

Grande parte dos eleitores de Lula e da militância do PT está contra esta manobra eleitoral de resultados duvidosos, porque não reconhecem Haddad como sua liderança e porque entendem que ela leva ao enfraquecimento da luta pela liberdade de Lula. Estamos juntos com estas trabalhadoras e trabalhadores que querem manter a candidatura de Lula até as urnas em outubro, mesmo cassado pela burguesia, e chamamos estas companheiras e companheiros a exigir isso da direção do PT. Esta é a posição mais coerente com a denúncia de que a eleição sem Lula é uma fraude.

“Lula livre! Lula presidente!” Com esta política, Lula e o PT devem chamar o povo trabalhador a repudiar nas urnas a farsa eleitoral de outubro, desmascarando a falsa democracia dos ricos e preparando as lutas nas greves e nas ruas contra o novo governo ilegítimo e autoritário que a burguesia quer nos impor através das manobras espúrias do Judiciário.

O GOI defende o direito de milhões de trabalhadoras e trabalhadores que querem votar em Lula com a esperança de ter um governo que revogue as medidas antitrabalhadores de Temer e proteja e melhore suas condições de vida, emprego e salários. Contudo, alertamos a classe trabalhadora de que suas esperanças serão frustradas se Lula e o PT seguirem com seus pactos com os patrões e alianças com políticos e partidos burgueses, como seguem fazendo com o PROS em nível nacional e outros partidos (inclusive com o MDB de Temer) em diversos estados e municípios. Não dá para conciliar os interesses de trabalhadores e patrões, pois estes só querem arrancar o nosso couro. Exigimos de Lula e do PT que rompam com a burguesia e o imperialismo e chamem a formação de uma Frente da Classe Trabalhadora, sem patrões, para lutar por um Governo da Classe Trabalhadora que aplique um programa de defesa dos empregos, salários e direitos do povo pobre e trabalhador.

Os partidos, grupos e correntes políticas da esquerda independente dos patrões, encabeçados pelas candidaturas de Boulos, do PSOL/PCB e de Vera Lúcia, do PSTU, vem cumprindo um papel lamentável. Nesta conjuntura em que as manobras do Judiciário e a campanha da mídia burguesa contra Lula e o PT cerceiam o direito de voto de milhões de trabalhadoras e trabalhadores, desnudando o caráter de classe burguês da democracia dos ricos, estes partidos e dirigentes seguem placidamente fazendo suas campanhas eleitorais, “apresentando suas propostas para a sociedade”, como se as eleições de outubro não fossem uma grande fraude! Chamamos estes partidos, correntes políticas e sindicais e movimentos, aos quais reconhecemos como independentes da burguesia e de luta, a adotar uma política de desmascaramento e enfrentamento da democracia dos ricos, na prática e não só em palavras Que exijam do PT a manutenção da candidatura de Lula nas urnas, a ruptura com a burguesia e a formação de uma Frente da Classe Trabalhadora, sem patrões. Este é o caminho para aprofundar a crise da democracia dos ricos, desmascarar as eleições fraudulentas e fortalecer uma saída através das lutas, para enfrentar e derrotar a ofensiva econômica e política da burguesia e do imperialismo, assim como o crescimento da direita militarista e fascista.

Eleição sem Lula é fraude!

Lula livre, Lula presidente até as urnas em outubro!

Por uma Frente da Classe Trabalhadora, sem patrões. Com Lula presidente e Boulos vice!

Por um Governo da Classe Trabalhadora, sem patrões!

(*) na foto do post o jornal Estadão publica as imagens dos candidatos à presidência sem a foto de Lula.

Nota Pública do GOI – 3/9/2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s