#GovernoLulaAlckmin | Salário Mínimo de miséria. Até quando?

O governo Lula-Alckmin acaba de decretar um reajuste de 8,91% no Salário Mínimo, que passa a ser de R$ 1.320,00, um valor muito abaixo do necessário para uma vida digna para uma família da classe trabalhadora. Os patrões ficaram muito satisfeitos. Mas, as trabalhadoras e trabalhadores terão que sobreviver com este salário miserável pelo próximo ano, em meio ao aumento desenfreado da inflação. O Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio Econômicos) calcula em R$ R$ 5.997,14 o valor necessário para o Salário Mínimo, para cumprir o que está escrito na Constituição. Obviamente, o governo de Lula-Alckmin não considera uma prioridade a valorização do Salário Mínimo. A burguesia pressiona o governo para seguir as regras da chamada “responsabilidade fiscal”, que são um conjunto de leis que impedem os investimentos públicos na melhoria das condições de vida e de trabalho do proletariado. Não há, portanto, como governar para o povo trabalhador sem romper e enfrentar o patronato. Para nós, trabalhadoras e trabalhadores, não resta outro caminho senão ir à luta contra a exploração dos patrões e dos governos, a exemplo dos trabalhadores de aplicativos, que têm greve nacional marcada para o próximo dia 25 de janeiro. Todo apoio a esta luta! Reproduzimos em seguida um artigo publicado no jornal Palavra Operária n° 15 (dezembro/2022) que mostra que, ao contrário do que afirmam os patrões e o governo, existem recursos para investir na melhoria das condições de vida e de trabalho, só que são sugados para garantir os lucros e privilégios da burguesia e seus lacaios do Estado burguês.

Neste link você pode acessar o artigo do DIEESE sobre qual deveria ser o valor do Salário Mínimo: quehttps://salariominimo2023.com.br/salario-minimo-ideal-em-2023/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s