Para deputado/a e senador/a: Vote na legenda dos partidos do movimento operário e popular

Nota do GOI – Palavra Operária

O GOI-Palavra Operária defende a construção de uma Frente Única da Classe Trabalhadora nas lutas e nas eleições para derrotar Bolsonaro e apresentar uma saída classista e socialista contra os partidos patronais que nos governam e nos massacram nos Executivos, nas Assembleias Legislativas, na Câmara dos Deputados e no Senado.

É com este objetivo que chamamos o voto em Lula, ao mesmo tempo que exigimos que Lula e o PT rompam suas alianças com a burguesia e governem junto com os sindicatos e movimentos de luta da classe trabalhadora. Neste mesmo sentido, chamamos as trabalhadoras e trabalhadores a votarem na legenda de sua preferência dos partidos do movimento operário e popular: PCB, PCdoB, PCO, PSOL, PSTU, PT, UP.

Entendemos que estes partidos que falam em nome da classe trabalhadora deveriam estar unidos numa coligação eleitoral classista, que, infelizmente, não se realizou devido às suas políticas divisionistas. O PT, PSOL e PCdoB, seguindo a política de Lula, dividem a frente única da classe trabalhadora ao colocarem em primeiro plano a aliança com partidos e políticos da burguesia em nível nacional e nos estados. O PSTU, PCB e UP, com suas candidaturas que se autoproclamam como as “únicas e verdadeiras” socialistas e revolucionárias, também dividem o campo operário e popular, desconhecendo a necessidade de se construir uma frente única classista no terreno eleitoral. O PCO, apesar de corretamente chamar o voto em Lula, não se delimita do PT, ao não denunciar a política de Frente Ampla com Alckmin e os partidos patronais e não exigir que rompam com a burguesia.

Inúmeras candidaturas a deputados/as e senadores/as, inclusive de correntes que se apresentam como socialistas, revolucionárias e representativas de categorias de trabalhadoras/es ou de setores oprimidos (mulheres, negras e negros, indígenas, LGBTQIA+ e juventude da periferia) fazem suas campanhas de forma isolada e individualista, resumindo seu programa às pautas específicas de seus setores, enquadradas pelas políticas oportunistas ou sectárias dos seus partidos, e esquivando-se de se posicionar sobre a necessidade de se construir a frente única da classe trabalhadora contra Bolsonaro, os patrões e o imperialismo. Portanto, o GOI-Palavra Operária não se identifica com o programa de nenhuma destas candidaturas individuais e de bancadas. Por isso, chamamos o voto nas legendas e não em candidatos.

Apesar das políticas equivocadas dos partidos do movimento operário e popular, entendemos que são hoje os que representam e falam em nome da classe trabalhadora e do povo pobre. Se estes partidos são incapazes de construir a frente única da classe trabalhadora, chamamos a que as próprias trabalhadoras e trabalhadores conscientes construam esta frente única através de seu voto, votando nas legendas destes partidos para eleger representantes da classe trabalhadora nas Assembleias Legislativas e no Congresso Nacional. 

Que Lula governe sem patrões! Junto com os sindicatos e movimentos de luta da classe trabalhadora.

Para deputado/a e senador/a: Vote na legenda dos partidos do movimento operário e popular:

 13-PT, 16-PSTU, 21-PCB, 29-PCO, 50-PSOL, 65-PCdoB, 80-UP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s